Jornalismo

Juro do cheque especial atinge mais de 314%, o mais alto desde 1999

Juro do cheque especial atinge mais de 314%, o mais alto desde 1999

contato radiocolmeia

janeiro 9th, 2017

0 Comments

A taxa média de juros cobradas pelas instituições em operações de crédito caiu na passagem de novembro para dezembro, mas subiu no acumulado do ano de 2016 em todas as modalidades de crédito pesquisadas pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).
Segundo a Anefac, a taxa de juros média geral para pessoa física recuou de 8,2% ao mês (157,47% ao ano) em novembro de 2016 para 8,16% ao mês (156,33% ao ano) em dezembro de 2016 – a menor taxa de juros desde agosto de 2016. A taxa média, entretanto, ficou bem acima da registrada em dezembro de 2015, de 7,56% (139,78% ao ano).
No cartão de crédito, o juro médio caiu de 459,53% ao ano em novembro para 453,74% ao ano em dezembro – a menor desde outubro do ano passado. O cartão de crédito, no entanto, encerrou 2016 com juros maiores do que há um ano, quando a taxa estava em 399,84% ao ano.
Das seis linhas pesquisadas, apenas a do cheque especial subiu em dezembro: a taxa passou para 314,51% ao ano em dezembro, ante 313,63% em novembro. Trata-se da maior taxa desde março de 1999. Em dezembro de 2015, o juro médio estava em 240,88% ao ano.
Já no crédito para empresas, das três linhas de crédito pesquisadas, todas foram reduzidas no mês. A taxa de juros média passou de 4,82% ao mês (75,93% ao ano) em novembro de 2016 para 4,74% ao mês (74,32% ao ano) em dezembro de 2016, sendo esta a menor taxa de juros desde julho de 2016. No ano, entretanto, os juros também subiram. Em dezembro de 2015, a taxa média era de 65,16% ao ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por :