• Falando com Cascavel
    Beth Leal
    sábado, 08:00 - 10:00
Veja os programas na sequência

A seguir! / Acompanhe tudo o que rola na Colmeia

  • Experiência de Deus
    com Pe. Reginaldo Manzotti
    10:00 - 11:00
  • Caminhando com Jesus e Maria
    com Padres da Arquidiocese de Cascavel
    11:00 - 11:55
  • Programa Tchê Barone
    com Barone
    17:00 - 20:00

Fim da linha! Tcheco não é mais o técnico do FC Cascavel

Em 4 de agosto de 2022 às 14:46 | Esportes

Em comum acordo, o técnico Tcheco e o auxiliar Zé Luiz rescindiram contrato com o Cascavel nesta quinta-feira. Tcheco e seu auxiliar encerram um ciclo de duas temporadas no comando da Serpente, alcançando o posto de um dos cinco técnicos mais longevos do futebol brasileiro nos últimos anos.

Tcheco deixa o Cascavel com 56% de aproveitamento, um vice-campeonato inédito do Paranaense (2021), duas classificações inéditas para a 2ª fase da Copa do Brasil, duas participações até a 2ª fase da Série D e com o time classificado para a Série D de 2023.

Em 66 jogos, o Cascavel conquistou sob o comando de Tcheco 29 vitórias, 25 empates e apenas 12 derrotas.

“São números expressivos para mim como treinador e para o clube, mas sei que no fim o mais importante é o objetivo a ser alcançado. Batemos na trave literalmente três vezes. Mas hoje o Cascavel tem outro nível de respeito perante aos adversários e fico lisonjeado por isso. Saio com a cabeça erguida e o Cascavel passa a ter um novo torcedor de corpo e alma. Só tenho a agradecer o clube, diretoria, funcionários e atletas. Tenho certeza que o clube tem uma questão de tempo para atingir a Série C”, disse Tcheco em sua despedida.

O presidente Valdinei Silva também agradeceu os serviços prestados pelo treinador. “Era hora de dar uma oxigenada tanto para o clube quanto para a carreira dele. Foram dois anos maravilhosos. Ele sai com grandes números, jogos memoráveis e fica a nossa gratidão ao trabalho do Tcheco e do Zé. Por isso as portas estão sempre abertas para os dois”, afirma o presidente.

O auxiliar-técnico Zé Luiz explica como foram as conversas para a rescisão. “Foi uma conversa muito bacana, muito franca. Fizemos uma despedida em tom de emoção, deixamos grandes amigos aqui. O clube é muito profissional e desejo todo o sucesso para o Cascavel. Às vezes quando se quebra o contrato, existe um tipo de mágoa, mas aqui não é assim, muito pelo contrário. Tenho certeza que o clube vai conquistar os objetivos”, afirmou.

Por fim, o diretor de futebol Rudinei Guimarães falou sobre o futuro da Serpente. “Vamos em busca de um novo treinador e também já estamos trabalhando na remontagem do elenco. Nosso pensamento é montar uma equipe forte, se reapresentar mais cedo neste ano para focar no Paranaense e na Série D de 2023”, garantiu o dirigente.

Fonte: Assessoria FC Cascavel- Foto: Divulgação



LEIA TAMBÉM