• Experiência de Deus
    Pe. Reginaldo Manzotti
    sábado, 10:00 - 11:00
Veja os programas na sequência

A seguir! / Acompanhe tudo o que rola na Colmeia

  • Caminhando com Jesus e Maria
    com Padres da Arquidiocese de Cascavel
    11:00 - 11:55
  • Programa Tchê Barone
    com Barone
    17:00 - 20:00
  • Na Pista 105
    com Edson Morais
    22:00 - 00:00

Ações do Governo do Estado fortalecem atenção à saúde da população indígena no Paraná

Em 19 de abril de 2022 às 15:29 | Geral

A Secretaria de Estado da Saúde tem ampliado ações para garantir visibilidade aos povos e comunidades indígenas paranaenses, sob a perspectiva de ampliar a cobertura e assegurar o acesso ao cuidado integral a estas populações. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que há cerca de 25 mil indígenas no Paraná. Destes, cerca de 17 mil vivem em aldeias em 30 municípios de 13 Regionais de Saúde.

O cuidado aos povos que vivem em centros urbanos é resguardado pelas equipes de Atenção Primária, organizadas pelo Estado e pelas prefeituras. Já aos aldeados os direitos são assegurados pelo Ministério da Saúde, por intermédio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), composta pelos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). No Paraná, o órgão responsável é o Distrito Sanitário Especial Indígena Litoral Sul (DSEI LSUL).

A campanha de vacinação contra o novo coronavírus também alcançou grande adesão entre a população indígena no Paraná. Segundo os dados mais recentes do Ministério da Saúde, aproximadamente 98% receberam a 1ª dose do imunizante. Já em relação às duas doses, o número é de 96%. No início do ano, as crianças indígenas também passaram a integrar o grupo de vacinados no Estado. Eles sempre estiveram entre os grupos prioritários e foram atendidos com todas as especificidades exigidas na campanha de imunização.

Ouça na reportagem:

 

 

Reportagem: Amanda Monteiro.

Fonte: AEN – Foto: Jonathan Campos/AEN.

 



LEIA TAMBÉM