• Bom dia Cascavel
    Neri Puerari e Edy Junior
    quinta-feira, 06:00 - 08:00
Veja os programas na sequência

A seguir! / Acompanhe tudo o que rola na Colmeia

  • Show da Manhã
    com Edy Junior
    08:00 - 10:00
  • Experiência de Deus
    com Pe. Reginaldo Manzotti
    10:00 - 11:00
  • Caminhando com Jesus e Maria
    com Padres da Arquidiocese de Cascavel
    11:00 - 11:55

Escola Reverendo Darci Miranda respira literatura durante toda esta semana, com evento que já é tradição

Em 6 de junho de 2022 às 16:00 | Educação

Quem tem filho em escola pública sabe bem que a unidade escolar caminha bem melhor quando a família é parceira no acompanhamento pedagógico e também na participação das ações que periodicamente são realizadas pelas Associações de Pais, Professores e Servidores, dentre elas, as famosas feiras do livro, em que a unidade escolar realiza a venda de obras literárias para arrecadar recursos.

Na Escola Municipal Reverendo Darci Miranda Gonçalves, a Feira do Livro já é praticamente uma tradição e a comunidade escolar participa todos os anos. No entanto, nesta escola, a mobilização da equipe não se restringe apenas à venda de livros, mas tanto os profissionais, quantos os alunos respiram literatura durante os dias de realização da feira, com atividades culturais e apresentações, que promovem o gosto pela leitura e tudo o que ela proporciona aos pequenos leitores.

Este ano a Feira do Livro da Escola Reverendo acontece de hoje (6) até sexta-feira (10), com uma programação inteira dedicada ao incentivo à leitura. Pela manhã, durante a abertura e também no período da tarde, os alunos de diversas turmas participaram de apresentações culturais, com música, dança e declamações de poesias. A criançada foi a caráter, fantasiados dos mais diversos personagens, tudo para despertar ainda mais o mundo da imaginação que uma boa leitura proporciona.

Segundo a diretora da escola, Cleide de Oliveira Simoca, a ação é abraçada pela comunidade que gosta e participa efetivamente. “Os pais participam, pedem alguma obra que por ventura eles queiram e a gente não tem, a gente vai atrás, busca e atende, sem falar que as crianças gostam muito e nós também”. A coordenadora Josiane Bicalho explica que em anos anteriores à pandemia a Feira do Livro já teve até proporções maiores em termos de participação do público externo, mas sempre com o foco de trazer algo diferente e produtivo aos alunos. “Alguns anos atrás a gente fazia a abertura no domingo e a comunidade vinha participava e assistia as apresentações, mas devido à pandemia a gente teve que mudar um pouco o direcionamento, mas todo ano a gente realiza a feira, sempre com alguma coisa diferente para a comunidade escolar”.

No último dia de feira ocorrerá mais apresentações artísticas e culturais por parte dos alunos e professores.

 

Créditos: SECOM



LEIA TAMBÉM